Vitalzinho destaca importância da luta contra discriminação de portadores do vírus HIV

vital do regoNo Dia Mundial de Combate à Aids, Vital destaca projeto aprovado na CCJ que prevê punição para quem demitir de pessoa portadora da doença Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas – ONU. Segundo o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) a data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada a partir de 1988.

Vital destaca que apesar dos avanços, o preconceito e a discriminação contra as pessoas vivendo com HIV/Aids ainda são as maiores barreiras no combate à epidemia, ao adequado apoio, à assistência e ao tratamento da Aids e ao seu diagnóstico. Sempre se posicionando contra qualquer tipo de preconceito ou discriminação, o senador Vital do Rêgo destaca projeto em tramitação no Senado que prevê punição para quem demitir de pessoa com Aids. O projeto, foi aprovado recentemente na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ), presidida por Vital. Leia mais