Plano de Flordelis era envenenar marido gradualmente até a morte, diz MP Herculano Barreto Filho

single-image

Pastor foi internado seis vezes por envenenamento antes de morrer, diz MP Ação contou com a participação de quatro filhos do casal, aponta investigação Flordelis foi denunciada pelo MP como mandante do assassinato O plano para matar o pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), era envenená-lo gradualmente até a morte, segundo afirmou o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) em denúncia apresentada à Justiça. Ele foi internado ao menos seis vezes entre maio de 2018 e junho de 2019 depois de ingerir.

Uol