Prefeito é preso após desacatar e agredir policial militar durante evento na, PB

single-image

José Gurgel Sobrinho, “Dedé de Zé Cândido”, Prefeito do Município de Poço Dantas no Sertão da Paraíba foi preso por desacato, e agressão física contra o Sargento Duarte, Comandante da Guarnição da Polícia Militar durante evento esportivo.

Consta no Boletim de Ocorrências que o Chefe do Executivo local, teria descido do seu veículo em uma Rua obstruída por outro Veículo cujo, proprietária estaria no evento, e alterado, discutiu com o Comandante da Guarnição, Sargento Duarte, em seguida arremessou as chaves do seu veículo contra o rosto da autoridade, ainda lhe dirigiu com palavras impronunciáveis publicamente em total desrespeito ao representante da segurança pública.

O clima esteve tenso, até que o reforço de Cajazeiras chegou a Poço Dantas, e o Prefeito recebeu ordem de prisão, e foi recambiado a Delegacia de Uiraúna, lavrado um BO.

O Prefeito de Poço Dantas ficou detido até pela madrugada de domingo, saiu mediante pagamento de fiança no valor e R$ 2 mil. O Advogado Francisco Romano Neto, ao falar ao programa FM nesta segunda-feira (12), deu a versão do Policial Militar. Você ouvirá a seguir esta entrevista.

Por ReportePb.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA.

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) vem a público repudiar a agressão sofrida pelo prefeito de Poço Dantas, Dedé de Zé Cândido, que foi praticada pelo comandante da Polícia Militar, Tenente Duarte, durante uma partida de futebol na cidade de Bernardino Batista.

A entidade também cobrou da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social que apure o caso e aplique a devida punição. O presidente da Famup, George Coelho, informou que levará o caso ao governador João Azevedo (PSB).

O presidente da entidade municipalista lamentou a agressão protagonizada por um integrante da Polícia Militar da Paraíba, a quem cabe resguardar a vida e garantir a segurança dos paraibanos. “Não se pode admitir que pessoas da lei se utilizem da prerrogativa de autoridade para agredir cidadãos. É lamentável vermos episódios como esse”, disse.

A Famup se solidariza com o prefeito Dedé de Zé Cândido, destacando que não admite qualquer ato de violência contra gestores paraibanos que tem a missão de conduzir os destinos dos municípios, garantindo qualidade de vida ao seu povo.

Assessoria de Imprensa FAMUP.