Senado acata pedido de Bolsonaro e mantém Coaf na Economia

single-image

votação simbólica, que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) será controlado pelo Ministério da Economia, comandado pelo ministro Paulo Guedes.

Com o veredito, fica mantido o texto da MP (Medida Provisória) 870 da forma como aprovado pela Câmara dos Deputados. Inicialmente, a proposta apresentada pelo governo determinava a transferência do órgão para as mãos de Sérgio Moro no Ministério da Justiça.

A votação simbólica (sem registro individual de votos) ocorreu após o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), colocar em votação nominal o texto-base da reforma administrativa minutos antes da análise sobre a transferência do Coaf. Uma segunda votação nominal só poderia ocorrer uma hora após a primeira.

O texto da MP 870 agora segue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro, que enviou uma carta de apelo ao Congresso em defesa da aprovação da reforma administrativa do modo como ela chegou ao Senado.

R7