“O STJ usa de dois pesos e duas medidas”, diz presidente do PT da PB

single-image

Não tenho a menor dúvida. O STJ usa de dois pesos e duas medidas. Mantém o ex-presidente Lula preso e manda soltar Temer.”. A reação é do presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, sobre a decisão que derrubou novamente a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB). O emedebista estava preso desde a última semana por sentença do juiz federal Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro.

O petista lembrou que a própria militância da esquerda, na Paraíba, há tempos vem pedindo a prisão do ex-presidente acusado de “golpista” por, supostamente, ter articulado uma manobra que tirou a então presidente Dilma (PT) da Presidência para que ele ascendesse ao poder, e se alinhou ao entendimento da Executiva Nacional de que a prisão deve ser judicial, não política.

“E escute o que eu digo: eles vão julgar o mérito e vão manter Temer solto”, disse Macêdo destacando que a justiça ligada a Lava Jato, vem seguidamente perseguindo sua sigla e em particular o ex-presidente Lula

Para o petista o atual ministro da Justiça Sérgio Moro, só abdicou da carreira de magistrado para assumir a pasta, devido segundo ele, a uma negociada com Bolsonaro para receber a indicação do presidente para uma das vagas no Supremo Tribunal Federal (STF): “Como prêmio por prender Lula, lhe foi oferecido uma vaga no STF. Moro só abriu mão da magistratura após negociar a vaga que será deixada pelo ministro Celso de Mello que estaria próximo da sua aposentadoria”.

Redação