Ruy Carneiro comenta pesquisa sobre governo Dilma: “Não tem legitimidade para continuar”

Ruy Carneiro comenta pesquisa sobre governo Dilma: "Não tem legitimidade para continuar"

Uma pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria e realizada pelo Ibope revela que 82% dos brasileiros reprovam o governo Dilma Rousseff. Para o presidente do PSDB na Paraíba, Ruy Carneiro, os números divulgados nesta quarta-feira (30) mostram que o reflexo da incompetência administrativa da presidente chegou a todos os lares do País.

“A situação da presidente é insustentável politicamente, juridicamente e do ponto de vista de apoio popular. De certa forma essa rejeição ao governo respalda os parlamentares que defendem o processo de impeachment, que é um julgamento político embora com base jurídica, e essa já existe em larga escala como o Brasil todo tem acompanhado pela imprensa”, afirmou o tucano.
Leia mais

Imprensa nacional revela que 30 dos 49 deputados do PP apoiam o impeachment de Dilma

Imprensa nacional revela que 30 dos 49 deputados do PP apoiam o impeachment de Dilma

Depois do PMDB agora é a vez do PP. A imprensa nacional através do portal Diário do Poder na coluna do jornalista Cláudio Humberto trouxe nessa quarta-feira (30), que dos 49 deputados do PP, 30 defendem o impeachment. Outros acham que é a oportunidade de garantir no governo cargos que “furem poço”, como definiu certa vez Severino Cavalcanti, antigo filiado ao partido. O partido é liderado na Câmara pelo paraibano Aguinaldo Ribeiro. A relação dos deputados contra e a favor de Dilma ainda não foi revelada.

Leia mais

Sérgio Moro deve enviar hoje ao Supremo lista da Odebrecht

Sérgio Moro deve enviar hoje ao Supremo lista da Odebrecht

O juiz federal Sérgio Moro deve enviar hoje (28) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a lista de pagamentos que teriam sido feitos a cerca de 200 políticos, apreendida em uma busca da Polícia Federal na casa de Benedicto Barbosa da Silva Júnior, um dos executivos da Odebrecht, durante a 23ª fase da Operação Lava Jato, conhecida como Acarajé, deflagrada no mês passado.
De acordo com análise preliminar feita por Moro, a lista envolve pagamentos a pessoas com foro por prerrogativa de função, como deputados e senadores, e, portanto, deve ser remetida ao Supremo, instância responsável por esses processos.

Leia mais

Mais de 5 milhões de brasileiros já declararam o Imposto de Renda 2016

Mais de 5 milhões de brasileiros já declararam o Imposto de Renda 2016

 Mais de 5 milhões de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2016 já foram entregues, segundo o último balanço da Receita Federal. Os contribuintes podem entregar as informações até o dia 29 de abril e a expectativa do governo é receber 28,5 milhões de declarações, número 2,1% maior do que as 27,9 milhões entregues no ano passado.

O programa gerador da declaração para ser usado no computador pode ser baixado no site da Receita Federal. O aplicativo para dispositivos móveis (tablets e smartphones) na versão Android para a Google Play também foi liberado na loja virtual da empresa, assim como a versão iOS para a Apple.

Leia mais

PSD terá mais de mil candidatos em 208 cidades da Paraíba, estima Rômulo

O PSD vai ter mais de mil candidatos nas eleições municipais deste ano na Paraíba, A estimativa é do deputado Rômulo Gouveia, presidente estadual da legenda. No pleito deste ano o partido terá 70 candidatos a prefeito, além de fazer alianças majoritárias em outras dezenas de cidade.

De acordo com Rômulo, o PSD tem hoje representantes em quase todos os municipios paraibanos; “São mais de  200 vereadores com mandatos na Paraíba, e a pretensão do PSD é elevar sua representação nas câmaras municipais”. Leia mais

Para tentar barrar o impeachment, Planalto prepara ‘plano B’ para cenário de desembarque do PMDB

O Palácio do Planalto jogou a toalha em relação ao PMDB e já trabalha com um plano B para tentar barrar o impeachment. Na avaliação de integrantes da articulação política, a gota d’água foi o desembarque do PMDB doRio de Janeiro.

Com esse cenário, a ordem no Planalto foi de usar os cargos do PMDB para negociar no balcão com deputados. A estratégia é oferecer cargos importantes, como o comando da Funasa, e até mesmo ministérios que ficarão vagos para conseguir votos suficientes na Câmara dos Deputados.

“Vamos tentar fazer de um limão, uma limonada. O PMDB tem sete ministérios e dezenas de cargos importantes. Com isso, vai ser possível negociar individualmente com os deputados de outros partidos”, observou um integrante da articulação política do governo. Leia mais